domingo, 27 de janeiro de 2013

Portugal veta fosfato no bacalhau

Enquanto a Islândia e a Noruega pressionam a Comissão Europeia para que aceite de forma normal a adição de químicos (fosfato) no bacalhau, para lhe dar uma cor mais branca, Portugal bate o pé e mantém a secagem tradicional do produto.

De acordo com a ministra da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, Assunção Cristas, o país defende "uma cláusula especial" que explica que o uso de polifosfatos pode influenciar no processo de secagem, bem como prejudicar a cor típica, a textura e o sabor do bacalhau.

Para se "proteger" desta nova prática, Portugal busca a regulamentação de etiquetagem, ou seja, a certificação do bacalhau, como também um método obrigatório de análise, que permita controlar se foram ou não utilizados fosfatos.

No vídeo abaixo, a Ordem dos Médicos e Veterinários portugueses explicam o processo de salga em solo lusitano.


Nenhum comentário: