terça-feira, 11 de outubro de 2011

Portugal quer participar do programa brasileiro Ciência sem Fronteiras

O secretário de Estado do Ensino Superior, João Filipe Queiró, e o secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação de Portugal, Luís Brites Pereira, entregaram ao ministro substituto da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) do Brasil, Luiz Elias, uma proposta de participação no Programa Ciência sem Fronteiras. A reunião decorreu na sede do MCTI, em Brasília, na última quinta-feira (6), informou o governo brasileiro.

O documento apresenta a possibilidade de estudantes brasileiros participarem de programas de doutorado ou pós-doutorado em universidades como a de Coimbra, Porto, Minho e Lisboa.

Segundo os governantes portugueses, as universidades do país mantêm alto nível de qualidade no ensino e pesquisa e recebem alta avaliação dos comitês internacionais. Exemplo disso é o fato de que, recentemente, a Universidade de Coimbra recebeu o prêmio de melhor incubadora tecnológica do mundo.

“Acreditamos que Brasil e Portugal podem estar unidos neste projeto por fatores como língua comum, pela sinergia entre os países e pelos laços históricos entre as duas nações”, disse João Filipe Queiró, citado em portal do governo brasileiro.

Para Luiz Elias, a proposta pode ser uma ponte importante para o crescimento entre os dois países, tendo em vista que o Ciência sem Fronteiras é um programa ousado do governo para levar o Brasil a ter uma efetiva participação na produção científica, tecnológica e de inovação no mundo.

Fonte África 21

Nenhum comentário: