quarta-feira, 2 de março de 2011

Portugal é tema de enredo de escola de samba de Ilhabela e Porto Alegre

Uma viagem criativa e irreverente do carnavalesco Rodrigo Cadete é a aposta da agremiação Unidos de Padre Anchieta, de Ilhabela, litoral norte de São Paulo, para conquistar o título do Carnaval 2011, informa o jornal O Noticiado.

No enredo “Ora Pois, a Ilhabela é Portuguesa com certeza!” os portugueses chegam ao arquipélago ao invés da Bahia, como conta a história original, e se encantam pelo ‘Jardim das Delícias’ formado pelas belas índias locais. A partir daí, a Unidos de Padre Anchieta vai levar para a Passarela do Samba todas as heranças e semelhanças que a ‘terrinha’ trouxe para o nosso cotidiano, da culinária ao futebol.

Segundo informa o jornalista Saulo Almeida a Unidos de Padre Anchieta é a maior vencedora do Carnaval de Ilhabela, com sete títulos em 40 anos de história, levando também a alcunha de agremiação mais antiga do Litoral Norte. Para voltar ao primeiro lugar novamente em 2011, além do tradicional brilho e acabamento das fantasias, a escola terá participações especiais e de peso, como Rita Cadilac e o cantor português Roberto Leal.

A eterna ‘chacrete’ Rita Cadilac vai compor a corte da bateria junto com as já tradicionais Yoná e Fabiana. Já Roberto Leal será um dos destaques da escola. Além dos dois, a escola vai contar com a participação de um sósia da cantora Carmem Miranda.

Ora Pois, a Ilhabela é Portuguesa com certeza!

Além Mar...da Escola de Sagres...Partiu!
Diante da ciência e da experiência a mitologia sucumbiu
O Cabo das Tormentas cruzou e persistiu
O Português desbravador!...descobriu o meu Brasil!
E no azul do mar...feliz a bailar...chegou!
Sobre as ondas ao vento,
remando as estrelas, no rastro da lua...

Na mente a bravura ensinando com fé
Ao índio a cultura, um novo horizonte...
A...herança...nos une nessa língua fascinante
E assim, nesse jardim surgia O amor...
Em cada poesia A música...o fado, a melodia
Cantar, dançar, sorrir, Comer um bacalhau,
Com vinho é fenomenal.
Contar piadas da terra natal.
Levante as mãos... Laia,laia
Ao soar os tantãs...laia laia
São cem anos de glórias musicais
Carmem Miranda
Balangandãs, strass e muito mais
E nas festas de fé e devoção,
Procissões, romarias
Seus costumes e crenças,
Contos e lendas, mitos e magias.
De azul e amarelo pro samba eu vou
Anchieta é tudo que há de bom!
São 40 anos, alô comunidade!
A Ilhabela é portuguesa de verdade! (ora pois!)
Alô...Alô...seu Manoel!
Vem pra Anchieta festejar o carnaval...afinal!
São cem anos de republica lá em Portugal.

Também, este ano a escola Império da Zona Norte, de Porto Alegre (RS), se espelha na coragem e na determinação lusitana para cruzar a avenida e fincar, no solo sagrado dos sambistas, sua bandeira amarela, branca e prata.

Em sua página oficial, a agremiação justifica a escolha escrevendo "que com sonhos povoando a mente e a coragem pulsando no peito, os navegantes lusitanos desbravaram o oceano, enfrentando mitos, lendas, perigos e doenças. Ao se aventurarem pelas incertezas do mar, deixaram para trás a dor da saudade, mas trouxeram glórias, poder e riqueza para este pequeno país da península ibérica".

Portugal: terra mãe gentil deste gigante chamado Brasil (ouça a música aqui)

Soberana... Triunfa a coroa lusitana
No grande baile imperial
Dom Manuel e sua corte
Abençoam o fidalgo navegante
Assim partiu Cabral ao novo mundo
Pelos mares de Netuno
Chega em “Papagalli”...Um paraíso tropical
As flechas sagradas de tupã
Se unem aos brasões de além mar
A fé cristã semeia nosso chão
De Portugal veio a colonização

Bem vindo Dom João no cortejo real
Meu povo é só felicidade!
“abriu os portos”, do seu filho um brado forte
“independência ou morte!”

Meu samba e o fado se misturam
Festejando as heranças culturais
Jogos de damas, dados e baralho
O dicionário pioneiro de morais
Vinho do porto, culinária sobre a mesa
Na boemia dos botequins
Eu esqueço as tristezas
Vem Zé Pereira, na marcação
Vamos unir nossas bandeiras
“terra mãe gentil”
Verde e amarelo é o coração do meu Brasil

Imperiano eu sou, me orgulho e sou feliz
Bato no peito... Sarandi minha raiz
“açorianos” selaram minha sorte
Somos os leões da zona norte

História
Em 2010, a X-9 Paulistana destacou a colonização portuguesa em seu samba.



Em 2008, a G.R.E.S Renascer de Jacarepaguá (RJ) cantou "É chegado a Portugal o tempo de padecer, se te oprime a cruel França,sorte melhor hás de ter...". Letra completa aqui. No mesmo ano "O Quinto Império: de Portugal Ao Brasil, Uma Utopia Na História", foi o samba-enredo da Mocidade Independente de Padre Miguel. Letra aqui.

Em 2007, a tradicional agremiação carioca Mangueira entrou na avenida com o tema: Minha pátria é minha língua. Acompanhe como foi o desfile, na ocasião.



Em 2002, "O Sol Brilha Eternamente Sobre o Mundo de Língua Portuguesa" foi cantada pela G.R.E.S. Unidos da Tijuca (RJ).

Nenhum comentário: