quinta-feira, 10 de março de 2011

António Costa botou o ovo à espera da galinha

A pesquisa da Cetelem divulgada recentemente, que entrevistou 4.800 pessoas, durante julho de 2010, na Alemanha, França, Reino Unido, Espanha, Itália, Portugal, Bélgica e Polônia, revelou que 20% dos jovens portugueses com menos de 30 anos compram carros novos, seguidos de espanhóis (17%) e italianos (15%).

A justificativa para tal comportamento está na permanência prolongada dos jovens na casa de seus pais. Segundo estudo, adolescentes do sul da Europa permanecem mais tempo com os pais, poupando assim em moradia e alimentação, e deixando-os com dinheiro para investir em automóveis.

De olho neste filão, e pegando carona com os amigos do meio ambiente, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa, instalará 687 pontos de carregamento para carros elétricos, mesmo não tendo tantos veículos deste modelo na cidade.

Segundo ele não fazia sentido esperar que a indústria produzisse viaturas para montar uma rede de abastecimento. "Porque as indústria não produzirão as viaturas se os clientes não tiverem a garantia e a certeza de que terão uma rede de abastecimento onde poderão carregar os seus carros. E, só tinha uma forma de romper isso: pôr o ovo, para que do ovo, possa nascer a galinha”, justificou.

De certo modo, o presidente foi pró-ativo em estimular o comércio de veículos que se utilizam de energia limpa. Só espero que os ovos estejam galados.

Nenhum comentário: