sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Exposição mostra setenta obras do abstracionismo português

A exposição “Abstração”, com cerca de 70 obras do abstracionismo português, está aberta gratuitamente até o dia 30 de abril, no Centro Cultural Palácio do Egipto, na câmara municipal de Oeiras.

A mostra é comissariada pela historiadora de arte Raquel Henriques da Silva e apresenta pinturas de alguns dos mais importantes nomes da arte abstrata, como Ângelo de Sousa, António Areal, Júlio Pomar, Artur Rosa, Augusto Barros e António Palolo.

As obras resultam de uma seleção da coleção do Millennium BCP, e a mostra inclui ainda criações dos artistas Alfred Manessier, André Lanskoy, Arpad Szenes, Eduardo Batarda, Eduardo Nery, Fernando Aguiar, Fernando Lemos, Jorge Pinheiro, Júlio Pomar, Júlio Resende e Justino Alves.

Também estão representados Luis Demée, Luis Dourdil, Manuel Cargaleiro, Manuel D’Assumpção, Maria Helena Vieira da Silva, Mário Cesariny, Menez, Nadir Afonso, Nikias Skapinakisl, Paula Rego, Pedro Casqueiro, Serge Poliakoff, Teresa Magalhães, TOM e Zao Wou-Ki.

O olhar da comissária vai revelar ao público a arte geométrica, figurativa e informal através dos clássicos do abstracionismo que surgiu em Portugal na década de 1930.

Serviço
Exposição “Abstração”
Onde? Centro Cultural Palácio do Egipto (Rua Álvaro António dos Santos, Oeiras)
Até quando? 30 de abril
Horário de visita? De 3ª a Domingo, das 11h30 às 18 horas
Quanto custa? Entrada gratuita
Informação: +351 214.408.391

Fonte Lusa

Nenhum comentário: