sábado, 8 de janeiro de 2011

Portugueses que cantam em inglês

Há quem aprove e também os que desgotam dessa coisa de português abrir mão da língua mãe na hora de cantarolar. Mas, seja pela internacionalização ou pela sonoridade, o caso é que os músicos lusitanos têm optado cada vez mais pelo idioma mais falado no mundo: o inglês.

O exemplo mais recente vem do Alentejo. Detentora de voz poderosa e cativante, Aurea, 23 anos, ganhou destaque nas rádios lusitanas desde que lançou o seu primeiro álbum há três meses. Ouça a primeira música de trabalho Busy (for me) desta artista eclética cuja as influências vem desde Aretha Franklin a Joss Stone, passando por John Mayer e Amy Winehouse, estendendo-se a James Morrison e Zero 7.



Aproveito o ensejo para colocar aqui outros artistas que andam fazendo sucesso cantando na língua da rainha Elizabeth.

Natural de Leiria, David Fonseca é uma das mais carismáticas vozes da música portuguesa. Iniciou a carreira em 1998 como vocalista da banda Silence 4. Com o término do grupo, em 2003 lançou o seu primeiro disco solo. De lá para cá vem colhendo louros. O álbum mais recente chama-se Between Waves. Segue o clipe de U Know Who I Am uma das músicas mais bonitas do CD, cujo vídeo, dirigido pelo próprio David , conta com a participação de 24 pessoas as quais a história pessoal e vida se cruzam com o sentido da canção.



De Loures destaca-se Rita Redshoes, nome artístico de Rita Pereira. A cantora e compositora portuguesa, ex-vocalista dos Atomic Bees e ex-teclista de David Fonseca, lançou o seu primeiro álbum solo em 2008. Curta o primeiro single do CD Lights & Darks, Captain of my Soul, lançado em 2010.



De Lisboa vem o Nu Soul Family. O grupo criado em 2009 faturou o ano passado o prêmio Best Portuguese Act da MTV Europe Music Awards. A banda formada por Virgul (Da Weasel), Dino (Dino & The Soulmotion), B@ssman (Puzzle, Bambs Cooper) e o DJ Alan Gul (Bambs Cooper) têm no currículo um único álbum Never Too Late to Dance, num misto de eletrônica, funk e soul.



Do Porto apresentam-se desde 1994 até hoje o pessoal do Blind Zero. A música mais recente de trabalho chama-se The Tallest Building on Earth, do CD Luna Park (2010). No vídeo, os músicos dão um concerto pendurados ao teto do Centro Comercial Gran Plaza, na sua cidade natal.



De Coimbra: The Legendary Tiger Man é um nome artístico de Paulo Furtado, um artista, vocalista e músico blues português, num estilo de "banda de um homem só". Com um estilo singular, Furtado toca guitarra, harmônica e bateria sozinho em palco desde 2000.

Nenhum comentário: