sábado, 2 de outubro de 2010

Lusa x Briosa: mesma origem, diferentes trajetórias

Eu quero começar o meu post parabenizando a Lusa. Ontem ela arrasou e venceu o Paraná Clube por 6x1, na 26ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Para saber mais sobre o seu desempenho leia o texto do Renato Pereira Uma outra Portuguesa.

Com a vitória, o time assumiu a sétima colocação. Mas, os torcedores querem mais. E, o presidente do clube, Manuel da Lupa, que está no cargo há seis anos, também. Em entrevista ao jornal Mundo Lusíada Manuel afirmou que a classificação da Portuguesa para a elite facilitaria a sua reeleição.
“Quero sair da Portuguesa depois de deixar esse clube totalmente equacionado de dívida, totalmente livre de problemas” disse o presidente, informando ainda que de R$ 280 milhões, hoje o clube deve cerca de R$ 60 milhões.

Se ele seguir neste ritmo, precisará de apenas mais dois anos para liquidá-la.

E, enquanto este time, fundado em São Paulo, em 1920, dá sinais de vitalidade esportiva, uma outra Portuguesa agoniza.

A Associação Atlética Portuguesa, conhecida apenas por Portuguesa Santista ou Briosa, fundada em 1917, na cidade de Santos, nunca deslanchou.

O título mais expressivo foi a conquista do Campeonato Paulista da segunda divisão em 1964. E, olha que o time já foi dirigido por Muricy Ramalho, em 2001. Aliás, o técnico, enquanto esteve à frente da Briosa não venceu nada. E, por ironia do destino, foi só sair do clube, no mesmo ano, para faturar títulos importantes que o consagrou como um dos maiores treinadores brasileiros.

O declínio do time é tamanho que um torcedor a ironizou no início do ano: “A Briosa é Bi-rebaixada dois anos seguidos”. Assim, o que resta para o clube é disputar no ano que vem o Campeonato Paulista da Segunda Divisão.

Nenhum comentário: