quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Brasil rasteja na velocidade de download

10 Mbps (Megabit por segundo) por € 23 é quanto eu pago atualmente para ter acesso a internet ilimitada em Lisboa. Na televisão já anunciam velocidade de acesso à internet de 200 Mbps e a promessa de 1 Gbps (Gigabit por segundo) está cada dia mais próxima dos lares portugueses. E, olha que eles nem estão tão à frente, já que nos Estados Unidos já há testes de acesso ultra-rápido de 10 Gbps.

Na contramão da banda larga acessível e rápida, o Brasil apresenta dados cada vez mais desesperadores. Hoje li uma matéria no R7 que afirma que muita gente no país acessa a internet pela conexão discada, que é muito mais lenta. Com uma web cada vez mais multimídia com audio, vídeo e animações é até surreal acreditar nisso.

De acordo com a Wikipedia, o serviço banda larga do Speedy, um dos mais populares em São Paulo, está disponível em velocidades de download que variam entre 1 Mbps e 30 Mbps. Já a opção de acesso móvel 3G permite a transmissão de 384 Kbps para sistemas móveis e 7 Mbps para sistemas estacionários. A banda larga por cabo possui velocidades que variam entre 500 Kbps e 12 Mbps. Todas essas opções além de não suprir todo o país, já que não chegam em muitas cidades, ainda são caras para os usuários que optam pelo maior serviço.

A aposta brasileira está na Internet via tomada elétrica, que, dizem que poderá chegar a 200 Mbps, por R$ 70 em média. Este serviço ainda não colocará o Brasil na seleta lista dos países que oferecem as conexões à internet mais rápidas do mundo, mas pelo menos vamos parar de tomar caldo (queda na conexão) e surfar na rede do jeito que se deve.

Fontes:
Infowester
Cacos de Letras
Yahoo
Web Luxo
R7
Wikipedia

Nenhum comentário: